ATIVOS TANGÍVEIS vs INTANGÍVEIS

 
 

ATIVOS TANGÍVEIS vs INTANGÍVEIS

No final de 2020, o site Visual Capitalist divulgou o gráfico acima (que teve como fonte a Ocean Tomo, um banco especializado em Propriedade Intelectual), que mostra claramente que o valor dos ativos intangíveis vem crescendo de forma significaativa no total do valor das 500 maiores empresas americanas.

Em 2020, o valor dos ativos intangíveis já seria 90% do valor total destas empresas, contra apenas 10% dos chamados ativos tangíveis.

Mas, o que seriam os chamados ativos intangíveis? Nesta lista incluímos, principalmente, as marcas da empresa, suas patentes, dados de clientes, e softwares. Os ativos tangíveis seriam os prédios, plantas industriais, caixa da empresa, estoque, entre outros.

Este fato não é nenhuma surpresa. Talvez a proporção sim, mas, não o fato do crescimento do valor dos intangíveis. Mas, se trouxermos esta situação para um pequeno empreendedor brasileiro, será que teríamos o mesmo resultado? Acredito que sim, embora este pequeno empreendedor não faça muita ideia deste fato.

Apesar de algumas pequenas empresas serem proprietárias dos espaços em que atuam, a grande maioria ainda aluga uma loja, uma sala, um espaço. Seus ativos mais valiosos seriam seus móveis? Algum veículo? Seu estoque? Ou a marca da sua empresa? Afinal, o quanto vale a sua marca? E como fazer com que ela ganhe valor ?

Não há como negar que existe um valor na marca das empresas, mesmo nas pequenas e micro. É só pensarmos no quanto se gastaria se esta marca tivesse que ser alterada. Para este exemplo ficar mais próximo, imagine se, a partir de amanhã, você tivesse que mudar seu nome. Qual o trabalho que você teria para avisar todos os seus “consumidores” (família, amigos, clientes…) que seu nome não é mais aquele? Imagine os contratos que você teria que refazer para alterar o seu nome? Além do fato de que, caso algum “consumidor” tentasse encontra-lo na internet, teria grande dificuldade. Esse trabalho todo envolve um custo direto (novo nome, nova logo, registro de marca, letreiros, material publicitário…) e também indireto, como perda de vendas, perda de credibilidade, perda de visibilidade, perda de história. Tudo isso tem um preço, tudo isso tem um valor. Por isso, mesmo a marca mais simples de uma pequena empresa tem um valor incluso nela.

Algumas empresas, dependendo do seu interesse, até fazem o “valuation” de seus ativos intangíveis, seja para utilização como garantia de créditos, seja para venda destes ativos ou da empresa.

Sendo assim, lembre-se de que, a única base legal de defesa da sua marca, é o registro. Se a marca é o seu ativo mais valioso, por que não protege-la da melhor forma? O custo para se registrar uma marca é bem mais baixo do que muitas vezes se imagina.

Mauricio Tavares – Sócio da MT4 Propriedade Intelectual

2021-05-24T15:58:39+00:00